Bienal Mineira do Livro terá leitura acessível de obras de arte por meio de toque

A arte é para todos e este ano a Bienal Mineira do Livro, no BH Shopping, terá uma grande novidade: obras de arte acessíveis para pessoas com deficiência visual – PCD.

Pelo toque das mãos elas, poderão ler, pela primeira vez, peças multissensoriais, baseadas no painel “Civilização Mineira”, de Candido Portinari, que está em exposição permanente no hall de entrada da Casa Fiat de Cultura.

E mais: peças em 3D reproduzindo obras da exposição “São Francisco na Arte de Mestres Italianos”, que esteve em cartaz na Casa Fiat de Cultura em 2018; dentre outras.

“Os museus são espaços de descoberta, onde as mentes e os sentidos se abrem para novas perspectivas de reflexão e aprendizagem. A Casa Fiat de Cultura é esse lugar onde o público encontra novas proposições, por meio de uma programação ampla, inclusiva e com temáticas diversificadas. Com o formato híbrido, expandimos o acesso à arte e à cultura, reforçando nosso papel de aceleradora de novas experiências e formas de pensar para todos os públicos”, explicou ao Só Notícia Boa Ana Vilela, gestora cultural da Casa Fiat de Cultura.

Peças acessíveis

Para o painel “Civilização Mineira”, de Candido Portinari, foram criadas três peças multissensoriais.

A tela foi reproduzida em escala reduzida, de modo que é possível ser tocada pelo público.

A primeira peça ressalta a composição de cores da tela, em que predominam o azul e o laranja, e suas variações e combinações. Nela, as cores foram saturadas, para que tanto quem tem baixa visão quanto quem é vidente possa compreender como esse jogo de cores dialoga no painel.

Já a outra peça reproduz as linhas essenciais do desenho da obra e o divide em 12 placas, permitindo que o público entenda como o painel foi composto pelo artista, por meio da montagem e desmontagem das peças.

Por fim, a terceira peça destaca a estrutura de composição da paisagem, que é formada por sete camadas, dando as noções de perspectiva que compõem a cena.

Caderno educativo em Braile

Ainda sobre a obra de Portinari, a Casa Fiat de Cultura criou um caderno educativo, impresso em Braille e texto ampliado.

Tem ainda um vídeo com audiodescrição comentada do painel, com tradução em Libras e legendas, uma versão sonora da obra para experimentação sinestésica e gráfico da versão sonora da obra para complementação visual da experimentação sinestésica.

Também estão à disposição do público três peças que reproduzem obras da exposição “São Francisco na Arte de Mestres Italianos”, que esteve em cartaz no espaço cultural em 2018 e foi eleita, pela publicação The Art Newspaper, da Inglaterra, como uma das 100 mostras mais visitadas do mundo em 2018, na categoria Old Masters.

Os quadros reproduzidos em 3D são representativos do Pré-Renascimento, do Renascimento e do Barroco.

As peças são feitas de resina, por vetorização das imagens, e consequente conversão em um programa de computador, que as esculpiu em relevo, numa parceria com o Stellantis Design Center South America — centro de design da marca, responsável pela criação de carros do grupo automobilístico.

A exposição

A Estação Leitura Inclusiva estará na bienal neste fim de semana, dias 21 e 22 de maio, das 10h às 14h.

Todo o conteúdo levado para lá foi desenvolvido ao longo dos anos, a partir de diálogos e vivências experimentais realizadas com pessoas com deficiência, pelo Núcleo de Acessibilidade e Inclusão do Programa Educativo da Casa Fiat de Cultura.

A programação estimula a reflexão e interação do público com várias linguagens e movimentos artísticos, desde a arte clássica até a arte digital e contemporânea.

Por meio do Programa Educativo, a instituição articula ações para ampliar a acessibilidade às exposições, desenvolvendo réplicas de obras de arte em 3D, materiais em braille e atendimento em libras.

A Casa Fiat de Cultura          

Mais de 60 mostras, de consagrados artistas brasileiros e internacionais, já foram expostas na Casa Fiat de Cultura, entre os quais Caravaggio, Rodin, Chagall, Tarsila, Portinari entre outros.

Há 16 anos, o espaço apresenta uma programação diversificada, com música, palestras, residência artística, além do Ateliê Aberto – espaço de experimentação artística – e de programas de visitas com abordagem voltada para a valorização do patrimônio cultural e artístico.

“O Programa Educativo é peça fundamental no trabalho de valorização e ampliação do conhecimento proporcionado ao público. Dessa forma, o Núcleo de Acessibilidade e Inclusão atua para desenvolver instrumentos e estratégias de acessibilidade e também na promoção de discussões sobre mediação e experiência estética acessíveis”, informou a instituição em nota.

Exposição permanente

A Casa Fiat de Cultura fica no histórico edifício do Palácio dos Despachos e apresenta, em caráter permanente, o painel de Portinari, Civilização Mineira, de 1959.

O espaço integra um dos mais expressivos corredores culturais do país, o Circuito Liberdade, em Belo Horizonte.

Mais de 3,5 milhões de pessoas já visitaram suas exposições e 580 mil participaram de suas atividades educativas.

Obra de arte tátil em exposição na Bienal Mineira do Livro - Foto: divulgação

Obra de arte tátil em exposição na Bienal Mineira do Livro – Foto: divulgaçãoTextos em Braile na Bienal Mineira do Livro - Foto: divulgação

Textos em Braile na Bienal Mineira do Livro – Foto: divulgação

Serviço

Leitura de Imagem| Estação Leitura Inclusiva – Casa Fiat de Cultura na Bienal Mineira do Livro
Quando: 21 e 22 de maio de 2022, das 10h às 14h
Onde: Bienal Mineira do Livro no BH Shopping (BR 356, n.º 3049, Belvedere – Belo Horizonte/MG)
Informações: https://bienalmineiradolivro.com.br/

Casa Fiat de Cultura
Circuito Liberdade
Praça da Liberdade, 10 – Funcionários – BH/MG
Horário de Funcionamento
Terça a sexta-feira, das 10h às 19h
Sábados, domingos e feriados, das 10h às 18h

Informações
(31) 3289-8900
www.casafiatdecultura.com.br
[email protected]
facebook.com.br/casafiatdecultura
Instagram: @casafiatdecultura
Twitter: @casafiat
YouTube: Casa Fiat de Cultura
http://www.circuitoliberdade.mg.gov.br/

Espalhe notícia boa!

Via: www.sonoticiaboa.com.br