Revitalização da Praça da Liberdade expõe dívida social com população de rua

Enquanto cartão-postal passa por requalificação, agora ampliada para prédios no entorno, moradores de rua ainda exigem a atenção do poder público no ponto turístico.

 

A revitalização da Praça da Liberdade e de locais que compõem o circuito cultural formado por 16 espaços em seu entorno promete oferecer para a população novas instalações para o lazer, segurança e cultura em Belo Horizonte. A expectativa é que um dos principais cartões-postais da capital mineira se torne mais atrativo ao público e que isso aumente o nível de ocupação, prejudicado pelas denúncias de problemas de manutenção. Mas um desafio social segue exigindo atenção do poder público e não tem previsão de ganhar ações para ser solucionado com a revitalização urbanística: a situação dos moradores de rua no entorno da praça, um dos pontos já consolidados na cidade com presença de quem não tem onde morar.

Continue lendo “Revitalização da Praça da Liberdade expõe dívida social com população de rua”